fbpx

16ª live – EVOLUÇÃO DO CLIMA NA TERRA E OS GASES DE EFEITO ESTUFA

Quinta-feira, 21 de outubro de 2021 – às 17h30.

O enfoque principal desta live será sobre a evolução dos gases que compõem nossa atmosfera, desde os primórdios do planeta, sem oxigênio. O surgimento e a evolução do teor de oxigênio com máximo no Carbonífero. Analisaremos os teores de dióxido de carbono desde o Cambriano com mais de 8.000ppm, até os dias atuais com cerca de 350ppm, comparando com épocas de greenhouse e icehouse. Efeitos das mudanças climáticas sobre a humanidade nos últimos 10.000 anos e o que podemos esperar para um futuro bem próximo. E uma breve análise dos principais contaminantes primários atmosféricos, a saber, compostos de enxofre, de nitrogênio e de carbono, sobretudo CO, CO2 e COVs. Discute-se o mecanismo químico do aquecimento global e apresenta-se também o papel dos particulados e o efeito desses e dos chamados contaminantes secundários, ou seja, chuvas ácidas e smog fotoquímico.

 

Palestrantes:

ALMÉRIO BARROS FRANÇA

Formado na Universidade de Brasília em 1974 e doutorado na Universidade de Cincinnati, em 1987. Iniciou carreira na Petrobras em 1975 na RENOR, no Tapanã. Trabalhou 4 anos no IPT no Projeto Paulipetro. Retornou a Petrobras para o DEBAR em Natal em 1987. Nos últimos anos na empresa foi gerente da MSP e da GESEP no Cenpes. Aposentou-se em 2012 e atualmente é Professor Colaborador na UFPR em Curitiba.

EDUARDO FALABELLA SOUSA AGUIAR

Engenheiro Químico, MSc, DSc, tem 45 anos de experiência no campo da catálise e dos processos catalíticos. Vem trabalhando na Universidade Federal do Rio de Janeiro por 40 anos, sendo atualmente Professor Titular do Departamento de Processos Orgânicos da Escola de Química, onde introduziu os cursos de Catálise e Refino de Petróleo. Foi pesquisador (Consultor Sênior) do Centro de Pesquisas da Petrobras (CENPES) por mais de 30 anos, onde coordenou os projetos de pesquisa, tendo sido gerente da célula GTL, um grupo estruturado com o objetivo de desenvolver uma tecnologia GTL para Petrobras.

Trabalhou por certo período como pesquisador no Centro de Pesquisas da AKZO Nobel, em Amsterdã, na Universidade de Brunel, Reino Unido, na Universidade Técnica de Viena e na planta da Texas Ketjen, em Houston, EUA.

Falabella é autor de mais de 300 trabalhos científicos nacionais e internacionais, tendo orientado mais de quarenta teses de mestrado e doutorado, além de ter recebido diversos prêmios na categoria. É frequentemente convidado como conferencista em muitos congressos e seminários, tendo sido conferencista plenário em Congressos Internacionais em 22 países.

Moderadores:

Sylvia dos Anjos

Geóloga pela UFRJ, com Mestrado e Doutorado pela University of Illinois.

MBA pela FGV e especialização administrativa/gerencial pela Fundação Dom Cabral, INSEAD na França e  Kellogg School nos USA.

Atuou como Pesquisadora e Gerente de Pesquisa no CENPES/PETROBRAS na área de Exploração e Reservatórios por mais de 20 anos. Gerente Geral de Geologia aplicada a Exploração atuando na transformação cultural do conhecimento de  turbiditos dos campos gigantes da Bacia de Campos para carbonatos das descobertas dos  super gigantes do Pré-sal. Gerente Geral Deputy de Tecnologias Aplicadas no Consórcio de Libra por 4 anos sendo responsável pelo Programa Libr@digital desde 2017. Atua como Business Advisor do Downstream e Gas&Energia na implantação da TD nos negócios de Gás &Energia.

Foi presidente por 2 termos na ABGP e é atual Diretora de Relações Externas.

Foi Vice-presidente da AAPG Latin America. Membro e co-fundadora do Comitê de diversidade do IBP desde 2018.

Ricardo Defeo de Castro

Geólogo formado pelo Instituto de Geociências da UFMG em 1988.

Ingressou na Petrobras em 1989, onde trabalhou nas atividades de: Acompanhamento de Poço e Supervisão de Perfilagens em poços pioneiros nas bacias de Campos e Santos; Sedimentologia de Carbonatos lacustres e marinhos, e de Siliciclásticos de águas profundas, do Cretáceo ao Recente; Interpretação Exploratória nas bacias de Campos e Espírito Santo;

Experiência Gerencial como Gerente do Laboratório de Geologia de Macaé, Gerente de Interpretação Exploratória da Bacia de Campos, Gerente de Exploração das Bacias Baianas (Terra e Mar), Gerente de Exploração da Bacia de Campos.

Fiscal de Produção em FPSO afretadas e atualmente e Coordenador de Implantação de Projetos de Revitalização de Campos Maduros e Desenvolvimento Complementar.

Paulo Johann

é atualmente Consultor Sênior de Reservatórios da Petrobras. Paulo possui mais de 40 anos de experiência técnica e gerencial na indústria do petróleo. Formou-se em geologia pela Universidade UNISINOS, Rio Grande do Sul, Brasil. Paulo recebeu seu D.E.A. e Ph.D. graduado em geofísica de reservatórios pela Universidade Sorbone (Paris VI), França. Sua carreira abrangeu atividades em aquisição geofísica, interpretação geofísica e geofísica de reservatórios. Paulo também é palestrante frequente em universidades brasileiras. Paulo tornou-se ativo na Sociedade Brasileira de Geofísica (SBGf), onde ocupou diversos cargos, incluindo a vice-presidência. Publicou e apresentou diversos artigos técnicos na SEG, EAGE, SPE, OTC e SBGf. Paulo foi nomeado o primeiro Conferencista Honorário da SEG da América Central e do Sul. Ele também atuou como vice-presidente da SEG. É membro ativo da EAGE, SEG, OTC e SPE.

Sócios Corporativos

Ouro

eco

Prata

eunata

ABGP

Contato

E-mail: abgp@abgp.com.br
Telefone: (021) 97287-0948

Contato

X